terça-feira, 20 de setembro de 2011

TPM - Tô Pensando M*rda

Eu já tinha combinado comigo que na TPM eu poderia sofrer pelo que eu quisesse. Desde que eu não escrevesse e nem falasse com ninguém sobre o assunto. Tava liberado sofrer, não regredir. Mas ai além da TPM teve o dia de hoje. Frustrante. Não consegui uma coisa que eu queria muito. Simplesmente porque às vezes não importa o quanto a gente queira uma coisa, ela não acontece e pronto. Juntou minha frustração, com a minha TPM, com mais um monte de "sei lás" que têm me rodeado e ufff.... Cá estou: sofrendo, escrevendo sobre e me sentindo dando dez passos pra tras.
Quando eu me permito sentir essas dores assim, sinto tanta saudade de tantas coisas que eu nem sei se chegaram a serem minhas. É agoniante querer esquecer, querer lembrar, querer ver, querer matar. Uma mistura de sentimentos que acabam virando confusão interna. Tive muitas doses de manipulação na vida. Sempre me achei muito esperta e, no fim, descobri que quase todo mundo me fazia de boba, me passava pra tras com a maior facilidade do mundo. Gente que eu confiaria a vida, gente pra quem eu confiei a única coisa bonita e pura que eu tenho... Meu coração. Dói muito e talvez vá doer sempre que eu me permitir lembrar.
Deveria ser proíbido querer fazer tão mal pra quem te queria tão bem. Mas foi só mal que você me fez. E continuou fazendo depois. Senti muito a sua falta durante tantos dias que nem consigo lembrar de todos.. Senti o mundo todo sendo vazio porque eu não tava no seu abraço. Senti a vida inteira despedaçando porque você tinha me despedaçado. Sofri muito. Mais do que qualquer um achou que eu aguentaria. Mas eu me levantei, cai outra vez, me machuquei, magooei quem não merecia, fugi da realidade, menti pro espelho e pro resto todo. Fiquei louca, fiquei serena, fiquei insana. Perdi mesmo a noção do certo e do errado, quis você a qualquer custo, de qualquer jeito. Queria... Quero. Nunca sei e não importa. Não tenho.
Mas não sou mais uma menininha, sou uma adulta e todo dia eu devo aprender mais um pouco sobre o que é ser adulta. Mas agora tô aqui... Na TPM, frustrada, me permitindo pensar, doer, até derramar umas lágrimas... Sei lá... Quis muitas vezes voltar no tempo pra acertar os nossos erros, hoje se eu pudesse escolher, não teria te conhecido. Porque te perder, eu sempre soube que perderia. Desde o primeiro beijo.


Trilha sonora do dia:

3 comentários:

  1. Adorei *-*
    Que lindo ! Queria ter tanta inspiração para escrever como você, isso é um dom que você sabe usar bem !

    ResponderExcluir
  2. Yohanna Costa Rodrigues9 de novembro de 2011 13:21

    Muito Show!!! ('-')
    Gosteii muitoooh!!
    É de escritoras como você que o mundo da literatura precisa!!

    Parabéns pelo trabalho!!

    ResponderExcluir