terça-feira, 26 de maio de 2009

Pseudo-soneto padronizado.

Agonia. Tristeza. Vazio.
Euforia. Entusiasmo. Decepção.
Agonia. Tristeza. Vazio.
Euforia. Entusiasmo. Decepção.
Agonia. Tristeza. Vazio.
Euforia. Entusiasmo. Decepção.
Agonia. Tristeza. Vazio.
Euforia. Entusiasmo. Decepção.
Agonia. Tristeza. Vazio.
Euforia. Entusiasmo. Decepção.


Sempre isso. Sempre repetindo os mesmo erros, caindo nas mesmas armadilhas. Me iludindo com as mesmas coisas. E sempre encontrando o fundo do poço. Não sei se sou burra demais, ou se tudo é tão ruim quanto parece ser quando você se vai, mais uma vez. Não consigo entender se é pura maldade ou se pra você tudo é tão confuso quanto me parece. Quem mais perde sou eu. Tempo, vida pra viver, amor economizado. Quando a gente resolve brincar com o fogo, só quem sai queimada, machucada, sem vontade de se expor pro mundo sou eu. Você já sai se mostrando. Almejando a próxima conquista. E eu fico aqui, cuidando das cicatrizes. O problema é que você volta antes que elas sumam. E eu fico nesse padrão ridiculo, só alternando a sequência de sentimentos:


Euforia. Entusiasmo. Decepção.
Agonia. Tristeza. Vazio.
Euforia. Entusiasmo. Decepção.
Agonia. Tristeza. Vazio.
Euforia. Entusiasmo. Decepção.
Agonia. Tristeza. Vazio.
Euforia. Entusiasmo. Decepção.
Agonia. Tristeza. Vazio.
Euforia. Entusiasmo. Decepção.
Agonia. Tristeza. Vazio.


Quando vai acabar? Ninguém sabe.

Euforia. Entusiasmo. Decepção.
Agonia. Tristeza. Vazio.
Euforia. Entusiasmo. Decepção.
Agonia. Tristeza. Vazio.

Agonia. Tristeza. Vazio.
Euforia. Entusiasmo. Decepção.
Agonia. Tristeza. Vazio.
Euforia. Entusiasmo. Decepção.

Um comentário:

  1. como é que a gente sabe até que ponto vale a pena? quando souber, me fala!

    ResponderExcluir